EMPREENDEDORISMO EM CHOCOLATARIA

Central de Atendimento
54 9 9629.1474

Inscreva-se para receber mais informações:

Andrei Martinez
Chocolates Andrei Martinez
30.05.20

No último sábado, dia 30 de maio, tive a honra de participar de uma live da Escola Castelli de Chocolataria, falando um pouco sobre empreendedorismo em chocolataria.

Tenho pensado muito sobre os desafios de empreender no nosso país, principalmente neste período de pandemia, que certamente, terá a diminuição significativa na taxa de sobrevivência das micro e pequenas empresas.

É muito mais desafiador empreender na área de chocolataria bean to bar, pois é um conceito novo de fazer chocolate, a partir do cacau fino (cacau colhido maduro, seco ao sol, fermentado e sem impurezas). Este processo tem muito mais controle da qualidade do que o cacau comum, que sempre foi utilizado para fazer o chocolate tradicional.

Quando iniciei o curso na Castelli Escola de Chocolataria, em 2013, a grande indagação foi como vou abrir um negócio, com poucos recursos, e ainda conseguir ensinar/educar o consumidor a comer chocolate bean to bar. Mas esta preocupação ficou pequena perto do encantamento de se trabalhar com este tipo de chocolate, com todos os seus benefícios, e todo bem-estar que proporciona e com a possibilidade de um mercado novo, que estava por se abrir. Preparar um produto saboroso, feito com os melhores ingredientes e que ainda faz bem para a vida das pessoas, é o meu motivo para seguir com brilho nos olhos e enfrentar todos os desafios que temos no dia a dia.

Mergulhei mais ainda neste segmento quando conheci as fazendas de cacau, os produtores, suas famílias, as oportunidades em melhorar a vida destas pessoas e desenvolver mercado de cacau fino no Brasil. Minha parceria, amizade e compromisso com os produtores do cacau que usamos na fábrica é um grande orgulho. 

Eu sempre digo que empreender na indústria não é para os fracos. É uma rotina difícil, cheia de detalhes, imprevistos e alto custo. Na live eu citei que para abrir um negócio em chocolataria é fundamental planejar o que se deseja. Um bom planejamento evitará compras erradas de equipamentos, formas, utensílios e insumos, além da definição da localização do negócio.

Alguns pontos fundamentais para se iniciar o negócio em chocolataria:

1 – estudar sobre o assunto. Aprender sobre como selecionar os melhores fornecedores de cacau, processo, formulação de receitas, boas práticas, mercado etc. Conhecer as marcas atuais, experimentar os diferentes tipos de chocolates;

2 – definir o tamanho da produção, qual o ponto de equilíbrio do negócio (quando ele começa a se pagar) e quanto preciso ou desejo ganhar, mensalmente com este negócio;

3 – selecionar os equipamentos mais adequados para atender sua produção inicial e as perspectivas de crescimento, se for o caso. O Brasil já tem alguns fornecedores de equipamentos para chocolataria bean to bar;

4 – formar parceiros para o negócio, principalmente seus fornecedores de cacau, nibs ou liquor. Não é possível fazer um bom chocolate bean to bar com um cacau que não seja bom;

5 – verificar o seu acesso ao consumidor deste tipo de chocolate (pessoas que buscam produtos naturais, de alta qualidade e que estão dispostas a pagar por isso);

6 – definir quais serão os canais de venda. Loja própria, e-commerce, revendedor, representante comercial etc. Este é um produto de nicho de mercado, quando menos intermediários você tiver entre a sua venda e o consumidor final, melhor a sua lucratividade, o relacionamento com o cliente e a sustentabilidade do seu negócio;

São muitas variáveis para construir este negócio. E mesmo com tudo isso estruturado e planejado, precisa de muita persistência para trilhar este caminho. Mas como estamos falando de chocolate, é uma jornada muito prazerosa.

 

Andrei Martinez é chocolatier da sua marca Andrei Martinez. @andreimartinez_  www.andreimartinezchocolatier.com.br 

Confira a data de realização dos cursos no menu AGENDA