Blog

Bebida de Chocolate Pré-hispânica

Inspirados nas aulas de abertura do Programa de Formação Profissional em Chocolataria, que trazem o tema da cultura do cacau, ministradas pelo prof. Jumar Pedreira, compartilhamos com vocês uma receita para lá de especial: BEBIDA DE CHOCOLATE PRÉ-HISPÂNICA.

Para quem quiser sentir o sabor de uma bebida milenar, na forma como originalmente era consumido o cacau!

Ah, e enquanto estiver preparando, perceba a mudança da textura, sinta o aroma que será liberado, prove!?

?Ingredientes:
▪ 50g de nibs
▪ Água e/ou leite quentes (pode ser frio se preferir)
▪ Açúcar, mel ou adoçante (se desejar)

?Mayos-Chinchipes-Marañon, Olmecas, Maias e Astecas não conheciam o açúcar, mas o sabor doce era conhecido através do mel e de outras frutas.

A baunilha, mel e pimenta, também são especiarias que foram incorporadas posteriormente.

?Utensílios:
▪ Pilão de pedra (pode aquecer uns minutinhos no microondas antes de colocar os nibs. Os povos ancestrais tinham fogo próximo às pedras onde faziam o preparo). Os povos ancestrais usavam o METATE para moer os grãos de cacau.
▪ Jarra
▪ Caneca
▪ Colher
▪ Batedor de arame (fouet ou molinillo,ver no carrossel)

?Como fazer:
Colocar o NIBS DE CACAU no pilão e moer vigorosamente até formar uma pasta. Demora um pouco, mas não desista, faz parte do processo. Reunindo pessoas, e todos ajudando, fica até mais gostoso!

Atingindo o ponto de PASTA DE CACAU, coloque-a numa jarra. A pasta formada é CHOCOLATE PURO, 100%, como faziam os antigos povos.

Adicione água ou leite e bata vigorosamente, segurando com a palma das duas mãos o cabo do batedor, até formar a ESPUMA. O líquido quente, ajuda a obter a espuma com mais facilidade.

A relação entre líquido e pasta 100% de cacau vai de gosto mesmo, mais INTENSO, mais cacau. Em geral, a bebida é muito intensa mesmo.

?Por último, volte aqui e conte-nos como foi a experiência! Poste seu chocolate ancestral marcando a nossa escola e o professor! @castelliescolachocolataria @jumarsp_cacau

Viva Cacau! Viva Chocolate!

#cultura #historia #formacaoprofissionalemchocolataria

Comentários

Conteúdos Relacionados

Empreender: transformar ideias em ideais

Para Ana Ruzzarin, empreender é “fazer coisas que a gente acredita”. Professora, consultora e chocolate maker, ela não só acreditou no seu potencial, como foi buscar no conhecimento um forte...
Utilizamos Cookies Essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.